Arraial do Cabo | Rio de Janeiro | Sudeste do Brasil

Roteiro: 5 dias em Arraial do Cabo

9 de março de 2018

Tudo que você precisa saber antes de viajar à Arraial do Cabo

Arraial do Cabo é uma cidade no Rio de Janeiro conhecida como o Caribe brasileiro, mas deveria ser chamada de capital do vento, porque é quase impossível sair com o cabelo bonito nas fotos rs!

Esse é um ótimo destino se você pretende fazer uma viagem MARAVILHOSA gastando pouco.

Vale saber: A cidade é bastante simples e está em fase de desenvolvimento, por isso, ao chegar, você pode ter uma impressão ruim. Porém, o local não me pareceu perigoso.

Mirante Praia Grande / Foto: Priscila Mayumi

Quantos dias ficar?

Para conhecer tudo tranquilamente, e ainda escapar para Búzios e Cabo Frio, 5 dias é um bom período.

Onde me hospedar?

Caso queira mais opções de hospedagem, a recomendação é ficar em Cabo Frio. Se vale a pena? Pessoalmente, prefiro uma hospedagem simples e a possibilidade de passar dias sem tirar o carro da garagem.

Aluguei um apartamento pelo airbnb, próximo à praia dos anjos. Foi uma ótima escolha!

Ir de carro ou avião para Arraial?

De carro levei cerca de 7 horas saindo de SP. Fiz o trajeto por Magé, que não passa pela cidade do Rio de Janeiro. Pensando que de avião gastaria mais de 5 horas, acho que valeu a pena ir de carro (30 minutos de casa até o aeroporto + chegar 1h antes do vôo + 1h de vôo + 20 min para pegar a bagagem + 30 minutos para pegar o carro alugado + 2h30 do trajeto até Arraial).

É preciso ter atenção caso vá em feriados prolongados, pois dizem que o trânsito é bem intenso, já que muitos trechos têm apenas uma faixa.

Vou gastar muito em Arraial?

Só vai gastar muito se quiser! Dá para fazer uma viagem bastante econômica. Há alguns restaurantes ‘por quilo’ com ótimos preços, em um deles meu prato saiu por menos de R$10,00.

É possível ir a pé ou de carro a quase todas as praias, menos à do Farol. Você ainda pode levar um isopor com bebidas (menos garrafas de vidro) e comida, se preferir não gastar nos quiosques, que podem chegar a cobrar R$ 30,00 aos fins de semana pela utilização de cadeira e guarda sol.

Programe os dias em que irá sair de carro. Tanto Arraial quanto Cabo Frio possuem estacionamento rotativo diário, que custa R$10,00 e dá direito a estacionar em qualquer local da cidade.

Vamos ao roteiro!

Dia 1 – Prainha e Praia Grande

Prainha em Arraial do Cabo / Foto: Priscila Mayumi

Prainha – Essa é a primeira praia que você vê ao chegar na cidade [e já é paixão à primeira vista]. A areia é branquinha e a água transparente. Recomendo passar a manhã por lá. Há várias opções de ‘food trucks’ na beira da praia, que oferecem muitas opções de porções e pratos. O preço é um pouco salgado, mas vale a pena. Não deixe de provar a caipirinha de côco, servida no próprio côco, e o camarão na moranga.

Praia Grande em Arraial do Cabo / Foto: Priscila Mayumi

Praia Grande – Pouco divulgado, o mirante da praia grande é um espetáculo a parte. Passando a orla Flávia Alessandra, que tem uma estátua em homenagem à atriz, você sobe pela trilha que passa por cima de um antigo aqueduto, ela é de concreto, porém algumas partes cederam, então é preciso ter atenção com crianças [e pessoas desastradas como eu]. Passando uma construção que parece uma casa abandonada, [se tiver pique] você pode continuar subindo e terá a vista do mirante do pontal do Atalaia. Fique atento: há vários lagartinhos no caminho, mas eles fogem quando você se aproxima.

Descendo, e já exausto, você pode aproveitar a praia e aguardar pelo pôr-do-sol mais bonito da cidade. Sugiro que faça isso na areia ou no Point Calamares, que conta com um atendimento excelente, música ao vivo e ótima comida.

Para sobremesa, você NÃO PODE deixar de visitar a sorveteria Quasar (há outra franquia em Arraial e outras cidades do Rio), para mim, o melhor sorvete da vida, inclusive melhor que Bacio di Latte, Hagen Dazz e Ben & Jerry’s.

Pôr do Sol na Praia Grande em Arraial do Cabo / Foto: Priscila Mayumi

Dia 2 – Praia do farol, prainhas do pontal do atalaia e praia do forno

O passeio de escuna tem valor tabelado de R$ 80,00, incluso consumo de água. Recomendo o Saveiro Don Juan – http://www.donjuantour.com.br/, que sai mais cedo que os demais. Todos saem da praia dos anjos.

Por que você DEVE fazer o passeio? Essa é a única forma de chegar à INCRÍVEL praia do farol, para mim, a mais bonita de Arraial. Ela é controlada pela Marinha, então tem número limitado de visitantes e tempo de permanência. Tudo isso garante sua incrível conservação. Também há uma parada nas famosas prainhas do pontal do atalaia [aquela da escadaria] e passagem pela praia do forno (sem parada).

Dicas para o passeio não ser um furada: Não esqueça de levar remédio para enjôo (MUITO IMPORTANTE), tolha e roupas secas, caso seja uma pessoa friorenta como eu.

Praia do Farol em Arraial do Cabo / Foto: Priscila Mayumi

Como o passeio termina por volta das 14h, você sai MORRENDO de fome. Há vários restaurantes bons por perto (leia: preços salgados), mas andando um pouquinho você encontra alguns por kilo e prato feito.

Como ainda terá o finzinho da tarde livre, é possível conhecer a praia dos anjos, de onde sai a escuna (tem muitas embarcações, então não é a mais indicada para banho) e o Museu de Oceonografia, que não tive a oportunidade de visitar, mas na próxima com certeza irei. Essa também é uma boa opção para dias de chuva.

Dia 3 – Praia do forno

Depois das escadarias do Pontal do Atalaia, acho que essa é a praia de Arraial mais divulgada no instagram rs! É possível chegar de barco ou pela trilha. Caso tenha que escolher, faça a trilha e tire lindas fotos no mirante.

Caso não vá em fim de semana, feriado ou dia ensolarado, recomendo que leve alimentos. Fui em um dia de chuva e havia nenhum comércio aberto. Em dias de sol, isso não é problema, pois são vários quiosques e vendedores ambulantes.

Praia do Forno / Foto: Priscila Mayumi

Essa praia não pode faltar em seu roteiro, dizem que tem as águas menos frias da cidade. Quando voltar, suba a ‘trilha alternativa’ e tenha uma vista espetacular.

Reserve a tarde para repetir a praia que mais gostou!

Praia do Forno / Foto: Priscila Mayumi
Praia das Dunas / Foto: Priscila Mayumi

Dia 4 – Cabo Frio

Quase me convenceram de que era melhor aproveitar o tempo somente em Arraial, sem passar por Cabo Frio. Não caia nessa, pois as praias de lá também são lindas!

Coladinha com Arraial, você pode passar rapidamente pela praia das dunas. Como o nome diz, há dunas enormes, que por vezes invadem um pouco da estrada. A areia é branquinha e fina.

Volte para o carro, passe pelo centro de Cabo Frio. Se tiver interesse por compras, no caminho há a rua dos biquínis, que tem preços excelentes. Depois, vá à Ilha do Japonês. Lá, você precisa comprar o cartão de estacionamento que vale para toda a cidade (R$ 10,00).

Para chegar à ilha, você pode atravessar a pé (água na cintura) ou pagar R$ 5,00 pelo trajeto de barquinho (tenha dinheiro trocado). Se estiver com fome, coma nos quiosques antes de atravessar, pois na ilha há apenas alguns ambulantes, com pouquíssimas opções.

Ilha do Japonês / Foto: Priscila Mayumi

Na ilha, você encontra água transparente, rasa e (finalmente) morna – também há peixinhos. É interessante chegar cedo para achar uma sombrinha. Esse foi um dos melhores passeios da viagem!

Ainda sobrou energia? Então, siga para a praia das conchas. Ela é linda, com a água super limpa. Nos quiosques, não deixe de experimentar o camarão empanado com requeijão (parece uma coxinha creme). Também há um mirante nessa praia, mas acabei não indo pois estava cansada de tanto vento rs!

Praia das Conchas / Foto: Priscila Mayumi

Dia 5 – Búzios

O dia em Búzios é mais curtinho, pois a energia já estava acabando rs! Você pode começar o passeio com a manhã na linda praia da tartaruga, que [diferente do que eu pensava] não tem esse nome por ter tartarugas, mas sim, devido ao seu ‘formato’.

Crepe com Sorvete do Chez Michou / Foto: Priscila Mayumi

Na hora do almoço, vá à famosa Rua das Pedras e não deixe de almoçar um MARAVILHOSO crepe no famoso Chez Michou, que [ponto negativo] apesar da fama e preços um pouco salgados, não aceita cartão. Recomendo que coma o crepe de frango com catupiry, que leva conhaque na receita.

Aproveite o resto do dia para curtir o charme da Rua das Pedras, conhecer as lojas e a Orla Bardot.

Uma informação importante: Caso consiga uma vaga na região da rua das pedras e não encontre alguém vendendo o cartão de estacionamento rotativo, fique tranquilo. Ao voltar ao veículo, você encontrará um papel [quase morri do coração achando que era multa] com as instruções para pagar pela internet o valor de menos de R$5,00.

Sobrou tempo? Visite as praias Brava ou Pontal, de Arraial do Cabo.

 

Only registered users can comment.

  1. Priscila, muito legal seu roteiro! Gostei muito! Dicas valiosíssimas! hehehe… Estou indo para Arraial em novembro, vindo da argentina, para para descansar um pouco nesse paraíso. Seu roteiro meu deu várias idéias! Valew mesmo! Já to muito ansioso! rsrs… bjos

  2. Que dicas maravilhosas .. amei o site. Faz tempo que eu quero ir para Arraial estou me programando para isso. Em media de quanto fica uma viajem dessa seguindo esses roteiros?

    1. Oi, Carolina. Que bom que gostou! Colocamos os valores em cada item no texto, mas isso depende muito do seu modo de viajar, tem hotéis caros, tem airbnb, etc. Os acessos às praias são gratuitos, aí depende do que você vai consumir na praia. Esperamos ter ajudado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *