São Paulo | São Paulo ou perto da capital | São Roque | Sudeste do Brasil

Dica de Passeio: Trilha do Morro do Saboó

15 de março de 2018

O Morro do Saboó é uma excelente surpresa para quem está na capital de SP, mas gosta de ter a sensação de estar bem longe do trânsito e poluição!

Vista do Morro do Saboó / Foto: Priscila Mayumi

Como chegar 

Saindo de SP, são cerca de 1h30 de carro, e mais 1h de trilha a pé, a depender do seu ritmo. De São Roque, são 12km, de carro você irá levar 24 minutos. Waze me levou sem problemas até lá. Saindo da Rodovia Castello Branco, você cai em uma estrada menor, com várias subidas, e depois um trecho grande de estrada de terra.

É possível fazer o trajeto com um carro 1.0, claro que, em alguns momentos, terá que forçar um pouco a primeira e segunda marchas, mas não é nada absurdo (a não ser que o carro esteja muito carregado). Devido às subidas, tenha pelo menos meio tanque de gasolina, para garantir, já que não há postos perto.

Há um espaço grande para estacionar. Acabei deixando um pouco do que a maioria das pessoas, pois a terra estava muito fofa e havia a possibilidade de deslizar o carro. Então, esteja atento quando as pedrinhas do chão acabarem.

A trilha

Morro do Saboó / Foto: Priscila Mayumi

É preciso um certo preparo físico para não sofrer na trilha, que é praticamente uma subida. Há crianças e idosos que conseguem fazê-la, mas pode ser bem cansativa.

O esforço vale muito a pena, pois a vista é espetacular não só no topo, mas também durante todo o trajeto. De lá de cima é possível ver as cidades de Sorocaba, São Roque e Itu.

As pedrinhas soltas podem te fazer escorregar, sobretudo, na hora de descer, então esteja sempre atento para não se machucar. Um casal desceu praticamente ‘de bunda’, pois não conseguiam ficar em pé na descida. Tive um tombo também, mas nada grave.

Quando ir?

Devido à estrada de terra, acredito que em períodos de chuva seja difícil chegar um carro ‘normal’. Então, evite. Bom, no sol, com temperatura de 30º, foi bem difícil, pois não há quase sombras durante toda a trilha.

Escolha dias menos quentes e não se esqueça do protetor solar, óculos de sol e boné. A roupa deve ser leve (e a mochila também rs). Se o dia estiver mais fresco, leve um casaco, pois no topo venta bastante. Além disso, use o tênis mais aderente que você tiver!

No início da trilha há uma pequena lanchonete, mas não conte com isso rs! Leve água (indico mais de uma garrafinha por pessoa) e comida para consumir durante o trajeto. Ah, e não se esqueça de recolher o lixo que produzir…Infelizmente, algumas pessoas que passam pelo local abandonam seus lixos no caminho 🙁

Morro do Saboó / Foto: Priscila Mayumi

Não passe perrengues! Clique aqui ↓↓ ↓ e confira a nossa matéria sobre o que levar em sua mochila! E curta esse lindo passeio 🙂

Dica: o que não pode faltar na mochila em sua viagem

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *